POR DESOBEDIÊNCIA, PR DECIDE EXPULSAR A DEPUTADA CLARISSA GAROTINHO


Diário do Poder

Poucos dias após ter o pai Anthony Garotinho preso, a deputada Clarissa Garotinho (RJ) foi expulsa do PR. A Comissão Executiva do partido acatou nesta segunda-feira, 21, parecer do Conselho de Ética da legenda que opinou pelo desligamento por ela ter votado contra a PEC do Teto, no dia 10 de outubro. O partido havia fechado questão em torno do texto, o que permitiria sanções a parlamentares que votassem contra a proposta.
Na ocasião, além de votar contra, a deputada fez um discurso na tribuna atacando a proposta. Como punição, ela já havia sido retirada pelo partido de comissões temáticas na Câmara.
A medida, que não é comum nos casos de infidelidade às deliberações dos partidos, pretende forçar o desligamento do ex-governador Anthony Garotinho. Ele é acusado de usar o programa social Cheque Cidadão para compra de votos na cidade em 2016.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense