POR DESOBEDIÊNCIA, PR DECIDE EXPULSAR A DEPUTADA CLARISSA GAROTINHO


Diário do Poder

Poucos dias após ter o pai Anthony Garotinho preso, a deputada Clarissa Garotinho (RJ) foi expulsa do PR. A Comissão Executiva do partido acatou nesta segunda-feira, 21, parecer do Conselho de Ética da legenda que opinou pelo desligamento por ela ter votado contra a PEC do Teto, no dia 10 de outubro. O partido havia fechado questão em torno do texto, o que permitiria sanções a parlamentares que votassem contra a proposta.
Na ocasião, além de votar contra, a deputada fez um discurso na tribuna atacando a proposta. Como punição, ela já havia sido retirada pelo partido de comissões temáticas na Câmara.
A medida, que não é comum nos casos de infidelidade às deliberações dos partidos, pretende forçar o desligamento do ex-governador Anthony Garotinho. Ele é acusado de usar o programa social Cheque Cidadão para compra de votos na cidade em 2016.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crescem os riscos de Patos ficar totalmente sem água no ano que vem.

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo