Após o STF determinar o Sport como único campeão de 1987, Diego Souza provoca o Flamengo

Por Eryck Gomes, Recife


O departamento jurídico do clube carioca prometeu analisar a decisão, mas a assessoria do STF informou que os recursos possíveis não modificariam a decisão. Fora dos tribunais, Diego Souza, dono da camisa 87 no Sport e que atuou pelo time do Rio de Janeiro em 2005 e 2006, aproveitou para reafirmar o posto de embaixador da conquista leonina. Atraves das redes sociais, ele fez questão de provocar o Rubro-negro carioca.Em suas contas oficiais, Diego Souza fez questão de enaltecer o título de 1987. Com frases como "não há discussão", o atleta agitou a torcida do Sport, que foi à loucura com as postagens do ídolo.
Além do atleta, o Sport também usou a pagina oficial para cutucar o rival na disputa pelo título de 1987. Através de uma nota oficial, o clube pernambucano afirmou que conquistou a taça enfrentando clubes que não fugiram da disputa.
CONFIRA A NOTA DO SPORT
"Nos gramados venceu contra quem jogou” e nos tribunais, mais uma vez, deu em quem fugiu. O Sport permanece campeão brasileiro de 1987, como há 30 anos. O Supremo Tribunal Federal indeferiu, na tarde desta terça-feira (18), o agravo regimental do recurso extraordinário do Flamengo no processo de nº881864. O time carioca apresentou recurso ao STF reivindicando uma conquista que legitimamente pertence apenas ao Sport e, mais uma vez, foi negado.
Assim como aconteceu em 4 de março de 2016, o recurso do Flamengo foi negado e o caso foi encerrado no Supremo Tribunal de Federal. A decisão foi tomada pela 1ª Turma do Supremo, por 3 votos a 1.
Os ministros Marco Aurélio Mello, relator, Alexandre de Moraes e Rosa Weber rejeitaram um recurso do Flamengo reivindicando o título do Campeonato Brasileiro de 1987. O ministro Luís Roberto Barroso defendeu que o título fosse dividido entre os dois clubes e o ministro Luiz Fux não participou do julgamento porque seu filho é advogado do clube carioca".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense