Congresso acusa Fachin de agir para expor os políticos


Os critérios adotados pelo ministro Edson Fachin para a divulgação dos depoimentos de delatores da Odebrecht foram alvo de forte questionamento dentro do próprio STF, informa Daniela Lima, na coluna Painel da Folha de S.Paulo desta terça-feira..
O fato de advogados de pessoas implicadas não terem conseguido cópia das acusações até a noite desta segunda (17), enquanto a imprensa acessa todo o conteúdo deste a última semana, foi veementemente criticado, diz a colunista.
Além das críticas a Fachin, também há a reclamações sobre Rodrigo Janot não ter feito um “pente-fino” nos pedidos de investigação enviados ao STF. No Congresso, o discurso é de que ele agiu para expor os políticos.
Deputados citam como exemplo o caso de Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), acusado de receber R$ 700 mil em caixa 2 na eleição de 2010. Com 74 anos, seus eventuais crimes devem prescrever.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crescem os riscos de Patos ficar totalmente sem água no ano que vem.

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo