Temer forte para concluir mandato; Janot e PSDB perdem


Blog do Kennedy
Grandes grupos empresariais que jogaram contra governo são derrotados
O presidente Michel Temer sai fortalecido hoje da Câmara. Obteve uma vitória importante, que mostra que o governo deverá ter força para barrar uma provável segunda denúncia do procurador-geral da Republica, Rodrigo Janot.
Pouco depois das 20h, o governo obteve os votos suficientes para barrar a autorização a fim de que o STF (Supremo Tribunal Federal) analisasse a denúncia de Janot contra Temer por crime comum (corrupção passiva). Às 21h49, a votação foi encerrada. O presidente obteve 263 para barrar a acusação de Janot. Contou com ajuda indireta de 19 ausentes e duas abstenções. Ou seja, 284 deputados jogaram a favor do Planalto. A autorização para a denúncia ser analisada pelo STF teve apoio de 227 deputados e será remetida ao arquivo da Câmara.
Com esse resultado, Temer recupera apoio político no Congresso e também no meio empresarial e no mercado financeiro. O resultado de hoje aumentará a chance de o presidente ficar no poder até o fim do mandato.
Temer tem uma articulação política mais eficiente do que tinha a então presidente Dilma Rousseff. O PMDB possui uma capacidade de reação maior contra a Lava Jato. O governou usou emendas e cargos para atrair deputados de partidos conservadores. Rachou o PSDB.
O peemedebista foi beneficiado por um sentimento corporativo dos deputados contra o que consideram abusos do Ministério Público Federal e da Lava Jato. A falta de manifestações populares nas ruas também contou a favor de Temer.
Diante do cenário de vitória do governo, houve um efeito manada na reta final. Indecisos preferiram ficar ao lado do Planalto para evitar retaliação.
Temer recuperou parte da força política que perdeu com as delações da JBS. Voltou a ganhar fôlego para tentar aprovar a reforma da Previdência e votar medidas tributárias.
Temer tem uma base menor, mas que se mostrou fiel numa hora difícil. Os partidos do centrão passam a ter mais força no governo. Apesar da infidelidade do PSDB na votação da denúncia, Temer ainda deverá contar com votos tucanos para tocar as reformas.
*
Os perdedores
A oposição perdeu porque não conseguiu adiar a votação e não teve peso para a obtenção do quórum necessário. O PSDB é um dos um grandes perdedores. Boa parte da cúpula do partido abandonou Temer na sua pior hora, apesar de os tucanos terem sido avalistas do impeachment e responsáveis pela instalação do PMDB no Palácio do Planalto.
Perdem grandes grupos econômicos que jogaram a favor da derrubada de Temer e não tiveram êxito. Perdem Rodrigo Janot e o Ministério Público Federal, porque o Congresso impôs limites ao enorme poder da Lava Jato. Grande derrotado, Janot precisará de fatos novos muito fortes para derrubar Temer.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense