quinta-feira, 30 de março de 2017

Bandeira branca: Cássio e prefeito de Campina Grande indicam trégua na troca de farpas

Após troca de farpas e palavras ásperas no começo da semana, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), e o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), sinalizaram apra uma trégua. Em Brasília, Romero e Cássio se encontraram, e procuraram "sepultar" as divergências internas. Os dois tucanos estiveram juntos nesta terça-feira (28) em Brasília em reunião com o embaixador Isaac Tsai, representante do escritório de comercial de Taiwan no Brasil. O encontro acontece após as declarações dos tucanos sobre as eleições de 2018.

“Foi tudo tranquilo. Temos uma relação longa e sólida”, avaliou Cássio.

Romero também disse que o encontro com tucano foi tranquilo e Cássio teria entendido a sua posição partidária.

“Foi um encontro muito tranquilo. Cássio entendeu a minha postura partidária”, reforçou Romero.

Opção do PSDB para disputar o governo da Paraíba nas próximas eleições, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, tem elevado o tom na defesa de candidatura própria dos tucanos em 2018. Recentemente o tucano deixou claro que continuará a atender aos convites dos colegas gestores dos municípios paraibanos e se manterá firme na defesa de uma candidatura própria do seu partido, chegando a elevar o tom num claro recado para a cúpula do PSDB paraibano.


No domingo (26) Romero cobrou do PSDB candidatura própria ameaçando até deixar o partido. Na segunda-feira (27) Cássio expressões que não gostou do tom usado pelo colega de legenda. Ainda na segunda Romero afirmou que só tem elogios a Cássio e afirmou que tudo não passou de um mal entendido.

- Não vou abrir mão, por uma questão de consciência partidária, de defender uma candidatura própria do PSDB ao Governo do Estado em 2018. Para mim, papel de coadjuvante não é opção; um partido não se fortalece diminuindo as próprias perspectivas. Se minha posição, contudo, entra em confronto com os interesses da direção do PSDB-PB, que me convidem a deixar a legenda – desabafou Romero.


O senador Cássio Cunha Lima reagiu ao tom elevado de Romero, o que deixou alguns tucanos apreensivos. 


– O tom do prefeito Romero Rodrigues foi um pouco elevado. A carapuça não me cabe de forma nenhuma, até porque não tenho mais idade de ficar levando carão público, eu não levava carão nem do meu pai. Temos hoje a necessidade de uma conversa no partido para dirimir qualquer eventual dúvida e preservar aquilo que sempre nos uniu, que é o desejo de uma Paraíba melhor, de uma relação onde as pessoas sejam respeitadas e tratadas como devem ser – avaliou CCL.


Apesar da reação as declarações de Romero, o ‘tucano’ negou a existência de uma crise no PSDB paraibano e defendeu a necessidade de se convocar uma reunião com as lideranças do partido para resolver conflitos internos.

– Não há crise. Há a necessidade de se resolver alguns problemas internos, que não seja através da imprensa. A imprensa tem um papel importante, mas nem sempre é o melhor veículo para resolver divergências ou insatisfações que estejam sendo sentidas – acrescentou Cássio.  

PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário