Quase todos partidos do governo votaram contra Temer


Até PMDB votou contra Temer
Folha de S. Paulo - Ranier Bragon, Daniel Carvalho e Talita Fernandes

Apesar de ter aberto o cofre, a distribuição de cargos e ter mandando um batalhão de ministros para negociar demandas na Câmara nesta quarta (2), Michel Temer teve votos contrários em praticamente todos os partidos de sua base de sustentação, inclusive no PMDB. 
Seis deputados da sigla do presidente da República votaram a favor da denúncia da Procuradoria-Geral da República, entre eles três vice-líderes da bancada, Laura Carneiro (RJ), Vitor Valim (CE) e Veneziano Vital do Rego (PB). 
Ex-ministro da Justiça de Temer, Osmar Serraglio (PR) foi um dos ausentes na votação. 
O PMDB fez o chamado "fechamento de questão" a favor do presidente, com ameaça de punição a infiéis. 
Principal aliado do PMDB na base de Temer, o PSDB rachou. Foram 21 votos contra Temer e 22 a favor. A balança só não pendeu completamente contra o presidente porque três deputados que declararam à Folha apoio à denúncia acabaram não aparecendo para votar: Sheridan (RR), Eduardo Barbosa (MG) e Pedro Vilela (AL). Segundo o partido, Barbosa faltou por causa da morte de sua mulher em um acidente automobilístico. 
O partido tem quatro ministros e está dividido sobre a decisão de permanecer ou deixar o governo. 
No DEM, outro aliado importante de Temer, foram cinco votos contra o Palácio do Planalto, entre eles os de Onyx Lorenzoni (RS), relator da proposta anticorrupção do Ministério Público, e Sóstenes Cavalcanti (RJ), ligado ao Pastor Silas Malafaia. 
O PRB, que abriga um dos principais defensores de Temer, Beto Mansur (SP), registrou 7 votos contra e 15 a favor. Entre os contrários a Temer esteve o cantor Sérgio Reis (SP). 
PR e PSD também deram contingente expressivo de votos contra Temer (10 e 14, respectivamente). A legenda mais fiel, entre as principais, foi o PTB, com apenas dois "infiéis". 
Os partidos dos líderes do governo também não votaram fechados com Temer. 
No PP, partido do líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PB), 37 votaram a favor de Temer, sete votaram contra e três não votaram. 
No PSC de André Moura (SE), líder do governo no Congresso, foram cinco votos favoráveis ao governo e quatro contrários. 
Na oposição, o PSB o único dividido. Enquanto 22 votaram contra Temer, 11 o apoiaram. Dois não votaram. 
No PPS, partido do ministro Raul Jungmann (Defesa), apenas o deputado Arthur Oliveira Maia (BA), relator da reforma da Previdência, votou a favor de Temer. Os outros oito deputados votaram a favor da denúncia. Apesar de ter um ministro, o partido afirma ter deixado a base do governo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense