Temer quer faturar vitória e votar reforma da Previdência


Coluna do Estadão - Andreza Matais e Marcelo de Moraes

O governo quer capitalizar a derrubada da denúncia contra Michel Temer para destravar a reforma da Previdência. Aliados do presidente acham que a votação mostrou que a base pode ser reorganizada e dobrar a resistência que a reforma enfrenta. Mas o otimismo do Planalto diverge da realidade no Congresso. Aliados acham que a reforma pode renascer se for restrita à questão da idade mínima. “Se o governo limitar a proposta a isso, fica mais confortável para votarmos. Do contrário, acho difícil”, avalia o deputado Daniel Vilela (PMDB-GO).
Enquanto isso, apesar da vitória no Congresso, Michel Temer deve sofrer baixas entre os aliados. Roberto Justus deve deixar o Conselho Econômico que assessora o governo.


De saída. Em meio à acalorada votação da denúncia de Temer, Alexandre Baldy (GO) foi destituído da liderança do Podemos e deve deixar a legenda.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crescem os riscos de Patos ficar totalmente sem água no ano que vem.

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo