“Precisamos afastar o candidato do dinheiro”, diz Mendes


Do G1
O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, afirmou, hoje, que é preciso “afastar o candidato do dinheiro”, ao defender uma mudança no sistema eleitoral brasileiro.
“Vocês vão ver agora, por exemplo, que na campanha presidencial nós tivemos um imenso caixa dois. Isso já foi declarado nessas investigações. É uma montanha de dinheiro que corre. E aí todos os vícios do sistema. Então, nós precisamos mudar o sistema, precisamos encerrar esse ciclo, precisamos afastar o candidato do dinheiro, precisamos tomar algumas providências que são mais ou menos óbvias”, afirmou.
Em entrevista concedida na Câmara dos Deputados, o ministro disse que é preciso discutir qual o modelo ideal, mas fez críticas ao sistema vigente hoje no Brasil.
“O que eu acho importante é que nós decretemos de uma vez por todas que esse modelo eleitoral proporcional de lista aberta com coligação faliu. Ele deu péssimos resultados e vai continuar a dar resultados piores”, afirmou.
Mendes participou do Seminário Internacional sobre Sistemas Eleitorais, evento organizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a Câmara dos Deputados.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense