sábado, 1 de abril de 2017

Lula desmente VEJA sobre plano para sua prisão


A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou neste sábado, 1º, a mais nova denúncia contra Lula feita pela revista Veja, segundo a qual ele teria um "plano para o dia da prisão". 
O advogado Cristiano Zanin Martins classificou a reportagem como "mentirosa". "Os 102 depoimentos já colhidos na Justiça até o momento evidenciam a inocência de Lula, como vem sendo exposto pela sua defesa em petições e manifestações diversas, tornadas públicas. Veja é um dos veículos de imprensa mais alinhados ao 'lawfare' praticado contra o ex-Presidente", disse Zanin em nota. 
Segundo a Veja, o "plano de contingência" do PT para a eventual prisão de Lula teria início em um grupo de WhatsApp batizado de "Tamoios". "O nome é uma referência à aliança formada por povos indígenas brasileiros no século XVI. O grupo Tamoios de WhatsApp reúne cerca de quarenta pessoas, incluindo o presidente do PT, Rui Falcão, senadores do partido e os presidentes da CUT e do MST. Seu objetivo: dar uma demonstração de força do PT e conferir a Lula a aura de 'injustiçado'"

Nenhum comentário:

Postar um comentário