PT de 2016 repete o PMDB de 1988

Ilimar Franco - O Globo
Os petistas devem ser varridos das prefeituras de capitais nas eleições de outubro. Hoje, o partido lidera as pesquisas em apenas duas capitais, Porto Velho e Rio Branco, no norte do país. 
O PT não lidera a corrida eleitoral em nenhuma das capitais do Nordeste, região na qual o lulismo é a principal força política. Nesse quadro adverso, as principais apostas da sigla são Recife, com João Paulo, e Porto Alegre, com Raul Pont. Ambos já foram prefeitos e estão em segundo lugar.
Nas eleições de 2012, os petistas venceram em cinco capitais, entre as quais a maior delas, São Paulo. Mas agora a realidade é diferente. A Lava-Jato manchou a imagem da legenda e de seu principal líder, Lula, e se transformu num obstáculo para todos os seus candidatos.
O PMDB, do presidente Michel Temer, viveu situação semelhante na década de 1980. Embalado pela euforia com a redemocratização, da qual foi seu principal ator, o partido elegeu 19 de 25 prefeitos de capitais nas eleições de 1985.
Mas na eleição seguinte, 1988, foi ladeira abaixo. Com o desgaste do governo Sarney, o naufrágio do Plano Cruzado e a hiperinflação, os peemedebistas despencaram de 19 para apenas quatro capitais. Em 1985 tinham vencido em uma das três maiores metrópoles do país, Belo Horizonte. Em 1988, em nenhuma.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense