Sem crise


Ricardo Boechat - IstoÉ
Zelador dos gastos federais, o Ministério do Planejamento não brinca em serviço: acaba de abrir licitação para reforma do Bloco O da Esplanada dos Ministérios, em Brasília. O serviço, que, pelo preço, deve ser urgente, vai custar R$ 99.709.799,20 – atenção para os 20 centavos! Além da parruda despesa, chama atenção o item 5 do edital. Suas exigências são tantas e tão peculiares que parecem sob medida para produzir alguma coincidência milagrosa.
Enquanto isso, dois membros indicados pelo Ministério da Fazenda para o Comitê de Crédito do Fundo de Infraestrutura do FGTS–FI, que tem R$ 12 bilhões para investir e mais R$ 30 bilhões previstos, não foram aprovados pelo Conselho Curador do FGTS, que tem esta atribuição. Conselheiro da Confederação Nacional da Indústria pediu para estudar melhor os currículos. Como isso nunca ocorreu, o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, que preside o colegiado, tirou o tema da pauta. Enquanto isso, por falta de quorum, o comitê de crédito do FI não se reúne, atrasando investimentos que o Brasil precisa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense