Vínculo a Eduardo faz Antônio passar Luciana em Olinda


A candidata do PCdoB a prefeita de Olinda, Luciana Santos, aparece na frente com 16,8% em nova pesquisa do Instituto Opinião, seguida, num empate técnico, com Isabel Urquiza, do PSDB, com 13,4%. O professor Lupércio, do SD, também empata com Urquiza, despontando com 12,4%. O candidato do PSB, Antônio Campos, vem em seguida, com 10%, mas quando seu nome é associado ao irmão, o ex-governador Eduardo Campos, sobe para 14% e empata com Luciana, que fica com 15%. Ricardo Costa, do PMDB, aparece empatado com a candidata do PT, Teresa Leitão, ambos com 3,4%. João Luiz, do PPS, tem apenas 1,2%, Guga, do PV, 0,6%, Jesualdo, do Psol, 0,2% e Raminho Chiquito, do PCO, 0,2%.
Brancos e nulos somam 25% e indecisos representam 13,4%. Num outro cenário, em que são colocadas apenas as candidaturas de Luciana Santos e Antônio Campos, ocorre outro fenômeno: o socialista sobe para 37,1% e a ex-prefeita fica em segundo, com 22,6%. Na espontânea, modelo pelo qual o entrevistado é forçado a lembrar do nome do candidato sem o nome dos postulantes no disco, já ocorre uma polarização entre Luciana e Campos. A ex-prefeita aparece com 7,8% das intenções de voto e Campos vem em seguida, com 5,2%.
Isabel aparece com 4,4%, o Professor Lupércio tem 4%, enquanto Teresa Leitão aparece com 1,6% e Ricardo Costa 1,2%. Pontuam ainda Jesualdo com 1% e João Luiz com 0,4%. Neste modelo, brancos e nulos ficam em 22,4% e indecisos sobem para 51,6%. As entrevistas foram realizadas nos bairros de Águas Compridas, Aguazinha, Alto da Bondade, Alto da Conquista, Alto da Nação, Alto Sol Nascente, Amaro Branco, Amparo, Bairro Novo, Bonsucesso, Bultrins, Caixa D'Água, Carmo, Casa Caiada, Fragoso, Guadalupe, Jardim Atlântico, Jardim Brasil, Monte, Ouro Preto, Passarinho, Peixinho, Rio Doce, Salgadinho, Santa Teresa, São Benedito, Sapucaia, Sítio Novo, Tabajara, Varadouro e Vila Popular.
A pesquisa foi realizada nos dias 27 e 28 de agosto, sendo aplicados 500 questionários.  O intervalo de confiança estimado é de 95,0% e a margem de erro máxima estimada é de 4,4 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. A modalidade de pesquisa adotada envolveu a técnica de Survey, que consiste na aplicação de questionários estruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação. O registro no Tribunal Regional Eleitoral é o de número 09353-2016.
No quesito rejeição, a ex-prefeita Luciana Santos aparece no topo. Dos entrevistados, 31,1% disseram que não votariam nela de jeito nenhum. Em seguida aparece a tucana Isabel Urquiza, com 8,4% e Antônio Campos com 4%. Guga tem 3,6%, Ricardo Costa 2,2%, Chiquito 2,2%, Teresa Leitão 2%, Professor Lupércio 2%, João Luiz 2% e Jesualdo 1,8%. Ainda entre os entrevistados, 16,6% disseram que rejeitam todos e 24,1% não rejeitam nenhum dos candidatos apresentados.
Estratificando a pesquisa, Luciana tem suas maiores taxas de intenção de voto entre os eleitores com grau de instrução até a 5ª série (21,9%), entre os eleitores na faixa etária de 45 a 59 anos (20%) e entre os eleitores com renda familiar até dois salários (17,8%). Por sexo, 17,8% dos seus eleitores são homens e 16%, mulheres. Já Antônio Campos tem seus maiores percentuais entre os eleitores na faixa etária de 25 a 34 anos (13,2%), entre os eleitores com renda familiar entre dois e cinco salários (12,4%) e entre os eleitores com grau de instrução da 6ª a 9ª séries (13,2%). Por sexo, 15,1% dos seus eleitores são homens e 6%, mulheres.
Já a candidata do PSDB, Isabel Urquiza, tem suas maiores indicações de voto entre os eleitores com grau de instrução da 6ª a 9ª séries (21,1%), entre os eleitores jovens, na faixa de 16 a 24 anos (19%) e entre os eleitores com renda familiar até dois salários (15,7%). Por sexo, 14,5% dos seus eleitores são mulheres e 11,9% homens. Já o professor Lupércio tem seus melhores percentuais entre os eleitores na faixa etária acima de 60 anos (19,7%), entre os eleitores com renda familiar acima de cinco salários (14,6%) e entre os eleitores com grau de instrução com ensino médio (14%). Por sexo, 15,2% dos seus eleitores são homens e 8,7%, mulheres.
A elevada rejeição ao nome da ex-prefeita Luciana Santos (PCdoB) tem relação direta com o olhar do olindense sobre a gestão do prefeito Renildo Calheiros (PCdoB). Segundo o levantamento do Instituto Opinião, 85,6% dos entrevistados rejeitam o Governo Renildo ante apenas 8% de aprovação. Apenas 6,4% disseram que não sabiam responder ou se recusaram a responder.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense