Após dizer que Temer foi vítima de armação, Amaral agora pede prisão dos donos da Friboi





Depois de defender publicamente que o presidente Michel Temer (PMDB) foi vítima de uma armação, sobre os áudios gravados por Joesley Batista que citam o presidente, o deputado federal, André Amaral (PMDB), afirmou a imprensa paraibana que pediu ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, uma notícia-crime contra Joesley e Wesley Batista, onde solicita a prisão dos mesmos.

Está na mesa do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, notícia-crime contra Joesley e Wesley Batista apresentada pelo deputado André Amaral (PB). Na ação, o deputado diz que os Batistas cometeram crime ao ganhar dinheiro no mercado de câmbio e na venda de ações do grupo antes da desvalorização provocada pelo vazamento da delação. A lei da delação diz que o acordo perde efeito se os colaboradores cometerem novo crime.


Ontem, Amaral disse: “O presidente foi vítima de uma armação, uma casca de banana. Todo mundo ouviu o áudio e vou dizer que o presidente não disse nada demais”, defendeu. Ele ressaltou o trabalho corajoso de Temer para promover as mudanças necessárias no Brasil e enfatizou que a continuidade do governo do PMDB é a saída para crise. “A única saída, é continuarmos com um governo corajoso que está disposto da fazer as reformas necessárias para o Brasil. Não se cabe mais lado a ou b, precisamos que toda a sociedade estava sintonizada na melhoria do Brasil. O governo temer é essencial para que isso aconteça”, afirmou.

PB Agora

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense