Temer já está em Alagoas


O presidente Michel Temer (PMDB) desembarcou em Alagoas neste domingo (28) para sobrevoar as áreas atingidas pela chuva. O temporal deste fim de semana provocou deslizamentos de barreiras que deixaram 4 mortos, mais de 30 feridos e mais de mil famílias desalojadas. Outras 4 pessoas ainda estão desaparecidas. A visita ao estado é acompanhada do governador Renan Filho (PMDB), que decretou estado de emergência em Maceió e Marechal Deodoro devido aos danos, e de outras lideranças políticas, como prefeitos e ministros.
"Para garantir a segurança, estamos agindo por meio de vertentes. Primeiro, pelo socorro com o Corpo de Bombeiros e Defesa Civil. Depois, com a assistência junto aos municípios", disse o governador. O prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), afirmou que também vai pedir ajuda federal. "Primeiramente, vamos solicitar o que for necessário para a assistência imediata para quem está desabrigado, como colchões e medicamento. A longo prazo, vamos solicitar ao Governo Federal recursos para melhorar a infraestrutura da cidade".
As prefeituras de Pilar e Rio Largo também decretaram situação de emergência. O prefeito de Paulo Jacinto decretou estado de alerta. Mais de mil famílias tiveram que deixar suas casas em todo o estado.
Faz uma semana que chove forte em todo o estado, mas os estragos se intensificaram a partir da madrugada de sábado (27).
Em Maceió, 212 famílias estão desabrigadas e outras 650 desalojadas (tiveram de buscar abrigo em casa de amigos ou parentes). Marechal tem 250 famílias desabrigadas, Pilar, 30 famílias desabrigadas e 35 desalojadas, e em Atalaia são 200 famílias desalojadas.
Em Jacuípe, famílias foram desalojadas e desabrigadas durante esta madrugada, por causa da elevação do nível do rio, que dá nome à cidade. Segundo o governo, ainda não se tem números porque o município da região Norte encontra-se sem comunicação.
O nível da lagoa Manguaba subiu e moradores do Centro Histórico de Marechal Deodoro estão ilhados. A população está deixando as casas e, em algumas ruas, só é possível sair com a ajuda de canoas. Equipes do Exército ajudam na retirada de famílias que tiveram as casas tomadas pelas águas. O Instituto Federal de Alagoas informou que as aulas no Campus Marechal Deodoro foram suspensas para esta segunda-feira (29). A chuva que cai na cidade também causou alagamento na escola, inundando as quadras esportivas, o estacionamento e outras dependências.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crescem os riscos de Patos ficar totalmente sem água no ano que vem.

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo