Casa do municipalismo é apresentada aos prefeitos


A casa do municipalismo foi oficialmente apresentada aos participantes da XX Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, ontem. O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, inaugurou a nova sede da entidade em uma cerimônia que ficou marcada por momentos emocionantes.
Acompanhado pela família, Ziulkoski fez uma reflexão da sua trajetória no municipalismo ao longo dos anos e agradeceu a todos que contribuíram para o fortalecimento do movimento municipalista. O presidente da CNM relatou toda a dificuldade que enfrentou para conseguir recursos que pudessem viabilizar a construção da nova sede. “Nós começamos a juntar esse dinheiro há mais de 20 anos para que os Municípios conseguissem autonomia financeira sem depender do governo federal”, explicou.
O presidente também defendeu a independência dos Municípios e elencou algumas orientações na gestão da nova sede. “Se eu pudesse escrever para que essa entidade possa existir por 50 ou 100 anos eu diria que ela precisa de três fatores fundamentais: visão de uma entidade que precisa ter recursos próprios, que não dependa do governo. Jamais poderá estar atrelada a um partido político e jamais ser cooptada pelo governo. O governo passa e os municípios continuam”, aconselhou.
A emoção foi presente em todo o discurso de uma das fundadoras da CNM, Dalva Christofoletti. A municipalista lembrou de toda a visibilidade que a Confederação e o movimento municipalista conquistaram ao longo do tempo e destacou que o momento era de concretização. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense