Executiva do PT propõe emenda de eleições diretas


Cúpula partidária conclui documento em que chama Temer de 'chefete', exalta greve geral do dia 28 e comemora soltura de Dirceu
O Estado de S.Paulo - Vera Rosa
A cúpula do PT decidiu propor aos parlamentares do partido e também a aliados que apresentem uma emenda constitucional convocando novas eleições presidenciais ainda neste ano. Batizado de “Diretas Já”, o movimento tem o objetivo de marcar posição porque, na prática, a chance de prosperar é remota.
A uma semana do depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sérgio Moro, em Curitiba, a Executiva do PT se reuniu em Brasília e aprovou uma resolução política que chama as delações à força-tarefa da Lava Jato de “fabricadas”. 
 “Quanto mais o ex-presidente avança, mais os asseclas do golpe atiçam seu ódio e perseguição com delações fabricadas e denúncias sem provas”, destaca o documento.
No último parágrafo da resolução política, a Executiva petista dedicou três linhas para comemorar a libertação de Dirceu, que presidiu o partido durante sete anos.
Na resolução política, a Executiva do PT chama o presidente Michel Temer de “chefete”, afirma que a realidade contrasta com a propaganda oficial e aponta o “fracasso” da política de austeridade. “A enxurrada de gastos publicitários para os grandes veículos da mídia também foi incapaz de impedir a queda vertiginosa da popularidade do governo ilegítimo e de seu chefete: a rejeição a Temer é inversamente proporcional à sua arrogância”, afirma o texto.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo

Nova Farmácia Básica do Centro é entregue à população patoense