Renan pode muito mas não pode tudo, diz Cássio Cunha Lima

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), vice-presidente do Senado, manifestou nesta quarta-feira (3) sua disposição para ir ao confronto com o senador Renan Calheiros (AL), líder da bancada do PMDB, que trabalha para derrotar as reformas trabalhista e previdenciária que o presidente Michel Temer submeteu ao Congresso.
“Renan pode muito mas não pode tudo”, disse o senador paraibano. Senadores do PMDB alinhados com o Palácio do Planalto já começam a se articular para destituir Renan da liderança. Para tanto, são necessários os votos de 11 dos 21 senadores da bancada.
Renan recebeu hoje (3) representantes de centrais sindicais e senadores da oposição (entre eles Humberto Costa) e os parabenizou pela greve geral da última sexta-feira (28).
Segundo ele, “a reforma trabalhista revoga a consolidação dos direitos trabalhistas e a reforma da Previdência é contra os trabalhadores e as regiões mais pobres. Coloco-me à disposição de vocês para que possamos encaminhar propostas consensuais. Devemos conversar, não podemos permitir que esse desmonte se faça no calendário que essa gente quer”, disse o senador alagoano.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crescem os riscos de Patos ficar totalmente sem água no ano que vem.

Maranata: empresa terceirizada tem lucros exorbitantes após ser contratada pela Prefeitura Municipal de Patos

Governador afaga PMDB de Patos e presenteia Grupo Mota com direção da Maternidade. Ricardo teria exigido nome de médico para o cargo